terça-feira, 17 de junho de 2014

Maconha pode ser a chave no tratamento da dependência química.

Maconha pode ser a chave no tratamento da dependência química.
Maconha pode ser a chave no tratamento da dependência química.
 Dentre todas as drogas ilegais que são populares no nosso tempo, a maconha é de longe a mais consumida. Mas é de longe também a menos prejudicial. Inclusive pode ser um tratamento eficaz contra a dependência de drogas pesadas como tabaco, cocaína e anfetaminas.
Segundo uma nova pesquisarealizada na Unidade de Pesquisa em Psiquiatria no Cetro Hospitalar da Universidade de Montreal no Canadá, e publicada semana passada pelo Instituto Nacional de Saúde dos EUA, os tratamentos a base de fármacos industrializados podem estar com os dias contados.
De acordo com os pesquisadores, esse estudo apresenta uma revisão com profundos insights sobre o papel central do SECB(Sistema Endocanabinóide) na neurobiologia da dependência de estimulantes e os efeitos da sua modulação em comportamentos de dependência. Eles afirmam que um número crescente de estudos vem sendo feitos no sentido de entender como funciona o SECB nos casos de dependência química.
Neste estudo os pesquisadores descobriram que canabinóides modulam sistemas de recompensa do cérebro que estão intimamente envolvidos nos casos de dependência química. Segundo eles, o sistema canabinóide deve ser explorado no tratamendos do vício, usando a maconha in natura ou criando drogas derivadas dela.
No Brasil também há um estudo que já constatou que a maconha pode ser uma grande alternativa no tratamento do vício em drogas, inclusive o crack. Com mais e mais pesquisas surgindo nesse sentido, parece que o futuro das clínicas terapêuticas e dos tratamentos, promete ser repleto de jardins e com muita ganja